Comet 150 “SR” e “R”, Comet GT 650R Fibra de Carbono, Comet GT 650, ST7, bicicletas elétricas, novos grafismo 2012 são algumas das novidades expostas pela Kasinski no Salão Duas Rodas 2011.

Na manhã da segunda-feira (03/10), a Kasinski promoveu uma coletiva de imprensa para anunciar os lançamentos que apresentará durante o Salão Duas Rodas 2011. O próprio Presidente da empresa tomou a palavra e comunicou os rumos que a empresa pretende seguir nos próximos anos e falou sobre as novidades que traz este ano. É bom lembrar que em 2009 a Kasinski anunciou 12 lançamentos e cumpriu a promessa feita fazendo com que todos chegasse até o mercado brasileiro.

Rosa explanou sobre o crescimento da empresa, que nos anos de 2009/2010 se preparou em termos de capacidade produtiva para sustentar seu crescimento nos anos seguintes. A decisão foi acertada, pois a Kasinski passou de um faturamento de 55 milhões de reais em 2009 para uma projeção de quase 400 milhões para 2010.

Entre as várias certeiras estratégias adotadas estavam o lançamento de produtos que incorporassem tecnologia de ponta e bom acabamento por um preço acessível, ampliação da rede de concessionários, que deve chegar a 300 em todo o Brasil até o final do ano, e parcerias estratégicas no Brasil e no exterior. Para ampliar sua capilaridade no varejo, a fabricante fechou parceira com a rede “Máquina de Vendas”. Esta rede possibilitou que a empresa pulasse do patamar de pouco mais de 3.500 unidades vendidas em agosto para quase 7.300 unidades em setembro.

Para 2012, além de continuar trazendo novos produtos, a empresa pretende expandir sua atuação em exportações a partir do Brasil. Com o reforço da presença de representantes da família ZongShen, fundadora da fabricante chinesa de motos sócia da Kasinski, a ideia é fazer do nosso país a grande planta produtora de motos para a América Latina e África. Para isso, um novo complexo industrial deverá ser construído e finalizado em 2013, absorvendo mais de 60 milhões de dólares de investimentos. Em processo de construção já se encontra a CRZ Componentes, empresa que visa nacionalizar uma grande parte dos itens que serão empregados nas motos Kasinski. O projeto prevê alcançar a capacidade produtiva de 360 mil motos por ano. Todos estes empreendimentos visam colocar a Kasinski no patamar de 10% a 14% de participação no mercado brasileira, tornando-a a terceira ou segunda maior fabricante do país.

Outra parceria fundamental para a consecução deste intento foi recentemente firmada com a Cia. de Energia Light do Rio de Janeiro, Estado no qual já teve início o desenvolvimento de uma fábrica destinada à produção de motos e bicicletas elétricas. Serão 7 modelos de bicicletas que terão preços sugeridos de venda ao consumidor de R$ 1.300,00 a R$ 3.500,00. A produção já começará em janeiro de 2012.

A Kasinski já tem encaminhadas parcerias para que estas bicicletas elétricas sejam comercializadas em praticamente todas as grandes redes de varejo do Brasil, além de sua própria rede de concessionárias. Para este segmento, será adotada uma nova marca, a “Velle”, que vem de “Veículos Elétricos Leves”. Uma “CUB” elétrica já está pronta para entrar em comercialização pelo preço sugerido de R$ 4.990,00 e trará como diferencial, a partir da tecnologia que incorpora, a autonomia entre 80 e 100 Km e velocidade máxima de até 70 Km/h. Números que embora pareçam modestos, já são bem superiores aos que apresentam alguns modelos atualmente comercializados no Brasil. O projeto prevê o desenvolvimento de tecnologia no Brasil, com o apoio da Light.

Mas, como a maior expectativa em uma grande feira como o Salão Duas Rodas são o lançamento de motos, a Kasinski não deixou por menos. Como grande atração confirmou que lançará os modelos Comet 150 “SR” (carenado) e “S” (naked) que são, na verdade, as lindas motos inglesas Megelli. Estes modelos deverão chegar às concessionárias da marca em 2012 e uma ideia de preço sugerido ainda não foi divulgada.

Para reforçar o seu mix, apresentou também a custom ST7, um modelo de 700 cilindradas de estilo mais clássico que a Mirage 650, de estilo mais esportivo, atualmente em comercialização.

A Comet GT 650 foi confirmada para entrada imediata em vendas pelo preço sugerido de R$ 19.990,00 (sem frete e seguro inclusos) e um dos principais produtos da marca, a carenada GT 650R, ganhou uma versão com carenagem em fibra de carbono e novos esquemas de cores. A GT 250R segue os mesmos esquemas da 650, mas não terá versão em fibra de carbono.

Os modelos CRZ 150 SM e CRZ 150 Trail também ganharam uma versão com um novo esquema de cores para 2012.

Fonte: http://sobremotos.solupress.com/sobremotos/news/articles/article6695.asp

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...